Nanotecnologia na Construção Civil

Nanotecnologia na Construção Civil

As possibilidades da nanotecnologia são enormes. Estudos revelam que ela é aplicada em mais de 800 produtos, em diversos setores, quando falamos da indústria em geral. Também são várias as possibilidades de aplicação da nanotecnologia na construção civil, tanto para a etapa de obras, quanto para o acabamento. Alguns exemplos são: argamassas poliméricas; solventes biodegradáveis; esquadrias com revestimento nanocerâmico (que proporcionam maior adesão para as tintas); vidros antifogo; e a mais conhecida atualmente no mercado da construção, que são os nanotubos de carbono.

O avanço tecnológico na área da construção já vem ocorrendo há alguns anos, e os benefícios do uso da tecnologia na construção civil, podem ser menos perceptíveis visualmente, porém, fazem parte de um número cada vez maior de construções. É sempre importante lembrar que um dos diferenciais das empresas de construção está em, além de reduzir os gastos no canteiro de obras, também, utilizar ações no dia a dia que visam a sustentabilidade.

A nanotecnologia quando utilizada através dos nanotubos de carbono, que são tubos ocos, formados por alótropos (elemento químico pode originar duas ou mais substâncias simples diferentes). Assim, quando são aplicados ao cimento, possuem força superior ao aço, e armazenam hidrogênio e tem flexibilidade. Gerando um concreto mais resistente, propiciando obras mais complexas e maiores.

Outro exemplo do uso da nanotecnologia na construção civil é com o grafeno. Esse material é uma das formas cristalinas do carbono, semelhante ao diamante ou o grafite. Agregado ao aço, o grafeno apesar de ser mais leve que o aço, pode aumentar a vida útil da estrutura em até cinquenta vezes. Podendo ainda diminuir os custos com anticorrosivos e manutenções periódicas exigidas pelo aço.

As vantagens da nanotecnologia é a possibilidade de fabricar produtos com características diferenciadas, e ao manipular a estrutura molecular, ter a geometria da composição de moléculas dos materiais alteradas. Sendo assim, com esta modificação geométrica, os elementos têm transformadas as características físico-químicas, tornando diferente das características tradicionais.

Igualmente ao uso da inteligência artificial, que começou a ser utilizada na construção civil depois de anos de estudo, a nanotecnologia também segue esse caminho antes de estar totalmente sedimentada. Na esfera do que já citamos, os estudos de materiais nanotecnológicos, principalmente por meio de pesquisadores em universidades, está concentrado em impermeabilizantes; adesivos e selantes; solventes biodegradáveis; lubrificantes atóxicos; argamassas poliméricas; e o próprio concreto. Isso sem falar nos nanosensores, que podem controlar o desempenho de materiais e estruturas. Apesar de todos esses estudos e de alguma aplicação na construção civil, o termo nanotecnologia foi utilizado pela primeira vez em 1959, pelo físico e pesquisador Richard Feynman.

Quer saber mais sobre tecnologia na construção civil?

Estamos à disposição!

É só entrar em contato:

(47) 9937-7823

ferrari@fastbuilt.com.br

QUEM É A FASTBUILT

Somos uma empresa de engenharia, focada em Soluções de Tecnologia para Elaboração do Manual do Proprietário e Manual AS BUILT. Temos um time de Engenheiros e Programadores experientes e comprometidos com a INOVAÇÃO e TECNOLOGIA, sempre buscando o aperfeiçoamento e utilizando os mais modernos sistemas de TI, plataformas e INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL.

#fastbuilt

#inteligenciaartificial

#engenhariacivil

#arquitetura

#nanotecnologia

#nanocarbono

#tecnologianaconstrucaocivil

#planejamentodaobra

#gestaodeobra